LIMPEZA URBANA

O sol adentra em nossas janelas e já é hora de acordarmos e levantarmos para mais um dia de trabalho. São inúmeras tarefas que já se iniciam antes mesmo de enfrentarmos o trânsito enlouquecido das grandes cidades.

São responsabilidades diárias e, uma delas é levar o cãozinho para fazer xixi e cocô. Mas, espera um pouco! Será que não deveríamos utilizar o termo passear?

Acredito que não, pois o maior propósito desse passeio além de diminuir o estresse do bichinho é, realmente, colocar em prática as necessidades fisiológicas do animal até porque muitos cães não são condicionados a fazer xixi e cocô em algum lugarzinho, dentro de casa, preparado especialmente para este tipo de presente indesejável.

Mas, ao sairmos, flagramos aquele visinho com atitudes suspeitas. O mesmo não ver nada que o incrimine e segue o passeio.  Logo em seguida, nos deparamos com a “bomba” deixada na calçada.

São ações como essa que contribuem para mais sujeiras em locais públicos e contaminação para outros animais e nós, seres humanos; já que os vermes originados das fezes causam o bicho geográfico, uma espécie de dermatite.  Uma doença de pele que pode atingir a todos, principalmente às crianças que são as mais vulneráveis uma vez que usufruem com mais freqüência locais como praças e parques.

Fica aqui a sugestão de andarmos sempre com uma sacolinha para que possamos recolher as fezes de nossos animais de estimação. Assim, estaremos preservando a limpeza urbana como também a saúde de todos que nos rodeiam e, tudo isso sem deixarmos de desfrutar do privilegio de conviver com um animal doméstico.

MAUS TRATOS

No Brasil a população de caninos e felinos gira em torno de 32 milhões segundo pesquisa realizada pelo Sindan – Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal. 

É um número crescente e preocupante visto que uma porcentagem bastante significativa refere-se a animais semi-domiciliados e abandonados.

Se tratando de abandono, é uma bola de neve desenfreada que aumenta diariamente e que gera conseqüências absurdas como o descontrole populacional e a transmissão de zoonoses.

Devemos nos alertar para as conseqüências. Mas, nesse primeiro momento, é importante chamar atenção para uma dor silenciosa que atinge milhares de cães e gatos.

Os maus-tratos. Um ato que fere e mata.

São ações que se iniciam de um simples desleixo e/ou desprezo até níveis altos de crueldade. Animais que são acorrentados, torturados, estuprados e mortos. Vale salientar que, a maioria dos casos acontece em seus próprios lares por seus responsáveis.

São considerados atos de maus-tratos: abandono; manter animal preso por muito tempo sem comida e contato com seus donos/responsáveis; deixar animal em lugar impróprio e anti-higiênico; envenenamento; agressão física, covarde e exagerada; mutilação; criar situações que possam lhe causar pânico e sofrimento; não procurar um veterinário se o animal estiver doente.

Conforme nossa Constituição Federal, Lei 9.605 art. 32, maus-tratos é crime. Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa. A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

            Possuímos em nosso estado, a primeira Delegacia de Meio Ambiente – Dimpo (fone 81 3419.3600) que atua desde 2008. Uma delegacia específica para esses casos. É interessante destacar que as outras delegacias também podem atuar nessas questões.

Por isso, é fundamental a participação da sociedade no que se refere a denuncias.

            Ao presenciar algum ato que foge das normas de bem-estar e proteção animal, denuncie.  

 

Sarah Freitas

Arca de Noé – PE –

Email: arcadenoe-pe@hotmail.com

Palestra - Professora Roseana Diniz, evento gratuito , BEM ESTAR ANIMAL ! Sugere 1 kg alimento . DIA 6/6 2feira às 19h no auditório Livraria Cultura,Paço Alfandega

Amigos,

A causa animal está convidando a todos para uma palestra sobre bem estar animal e meio ambiente.

É importante a participação de todos, tanto de protetores e defensores com também daqueles que tenham interesse em saber mais sobre a causa.

O grupo Arca de Noé - PE confirma sua participação. 

CICLO DE PALESTRAS SOBRE BEM-ESTAR ANIMAL E DO MEIO AMBIENTE

 

No dia 06 de Junho, às 19 horas, no auditório da Livraria Cultura – Recife terá início o ciclo de palestras mensais, promovido pela BRALA, uma Organização Pernambucana sem-fins lucrativos que luta pelo bem-estar animal e do meio-ambiente. A entidade busca, através das palestras com duração de uma hora, conscientizar o público sobre estas causas, da importância da castração e seus benefícios para os animais e a sociedade, assim como informar sobre seus direitos e ensinar como cuidar melhor do meio ambiente em que vivemos.

 

Neste dia contaremos com a presença da professora Roseana Diniz, da UFRPE, especialista em comportamento animal (felino e canino), e como convidado especial o Deputado Daniel Coelho do PV. A cobertura do evento será realizada pela jornalista Goretti Queiros da DogMídia. Haverá distribuição de brindes de empresas parceiras e apoiadoras da causa.

Situação da Mata Sul é muito grave - Recife /PE

O Arca de Noé-PE parabeniza a iniciativa e a generosidade do Dr. Werner e da Dra. Cristiane da equipe - Veterinários sem Fronteira.

 

 

As informações que temos da situação dos municípios atingidos pelos temporais na região da Mata Sul de Pernambuco não são nada animadoras.
A equipe dos VSF - Veterinarios sem Fronteiras- chegou do município de Barreiros onde 32 abrigos recebem cerca de 452 familias, a maioria com seus animais de estimação.

A observação da Dra. Cristiane Grille é de que as pessoas não abandonaram seus animais, apesar de estarem passando fome juntos. A ajuda para a população humana é irrisoria e para os animais, nem se fala. A estimativa que ela fez foi de mais de mil animais, entre cães e gatos, em situação de risco.

A equipe dos VSF realizou ações de vacinaçao, vermifugação e atendimento aos animais feridos. Todos esperam ansiosos a ajuda do MUTIRÃO SOS ANIMAL, que estamos promovendo desde o inicio da semana.

A Urgencia maior é

Ração para cães e gatos, material de limpeza e medicamentos (urgentes):

vacinas contra leptospirose
antibióticos de ampla ação(tipo Pencivet )
vermífugos
top line
agulhas e seringas

Postos de arrecadação em Recife:

Caninos Pet Clube- Estrada do Encanamento, 531 - Paranamirim ( por tras do Coliseu- Futebol Society)- fone: (81) 9968 2534

Planeta Pet-Recife- Rua Visconde de Jequitinhonha, 2301- Boa Viagem ( Depois do Entre Amigos-O Bode). Fone: 3465.6317

Consultório Gatti - Av 17 de Agosto ,1681- Casa Forte. Segundo semáforo depois da praça de casa forte à esquerda . Fone:3441.3268

Animania- Rua Conde de Irajá 580- Torre -vizinho a um armazém de construção. Fone:3226.9199

Se alguém mais se disponibilizar a atuar como ponto de arrecadação, por favor nos informe através do e-mail dogmidia@terra.com.br
Desabafo de uma Protetora

Desabafo de uma protetora

"Recebí esse texto através de um e-mail do grupo Rede de adoção - Recife. 


Desabafo de uma Protetora

30 de Dezembro de 2007 "Mitos e verdades que você precisa saber antes de pedir “ajuda” a um protetor:
-Não existe “Associação de Proteção Animal”. Ao menos não é da maneira que você pensa que seja.
Existem abrigos, e sem exceção todos eles estão lotados, com animais presos, em canis super lotados, confinados. A fome rondando a porta.
A falta de recursos como moradora… O governo não ajuda esses locais.
O Bill Gates não ajuda esses locais.
É com dinheiro como o SEU que estes locais são mantidos. Dinheiro que precisa ser ganho de alguma forma. Ele não cai do céu;
Portanto esse local “mágico” só existe no seu imaginário.
Se houvesse tal lugar, não haveriam bichos jogados na rua.
O único local que coleta TODOS os animais que você solicitar é o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) ou se você preferir, o nome popular: CARROCINHA.
São recolhidos aqui, ali, acolá, nas pequenas e grandes cidades e são eutanasiados em 3 dias. Eutanásia é um nome bonitinho para ABATE.
Depois os corpos são levados para um aterro, VALA COMUM, entende?
- “Alguém teria um espacinho? Eu dou a ração”!
Espacinho pode ser a sala da sua casa!!!!
Que tipo de casa você pensa que vive um protetor? Diferente da sua?????
O cachorro faria sujeira e bagunça na sua casa? Ele faz na minha também!
Seu marido não gosta? O meu também não!
Você tem filhos? Eu também!
Eu sou um ser humano igualzinho a você, não tenho super poderes…
E não é só de ração que vive um bicho.
Precisam de remédios, de panos para deitarem, de produtos de limpeza;viverem num ambiente sadio, precisam de banhos, de remédios para pulgas, de água para lavarem onde vivem, de alguém que cuide deles… E DE TEMPO e PACIENCIA!
De onde você tira que seu tempo é mais precioso que o meu???

- Protetor não tem problemas!?
Antes de pedir QUALQUER FAVOR a um protetor, leia isso…
- Tenho família, meus parentes adoecem, minha filha vai a escola, eu vou ao mercado, eu gosto de ter uma casa limpa e arrumada…
Eu sou igual a você, com a diferença que eu ponho a mão na massa enquanto você põe a mão na cintura.
Se for pedir para um protetor te “ajudar” com um bicho, lembre-se que ele está ajudando VOCÊ; VOCÊ que viu o animal.
Todo protetor já tem em media 5 a 10 animais em casa.
Será que é justo você persuadir, insistir, apelar emocionalmente para que essa pessoa leve mais um para casa?
Um que vai criar desequilíbrio, brigas, latidos, problemas com vizinhos….
Você pensa quem é que vai pagar a conta do veterinário? Ou acha que protetor tem isso de graça também???
Leve VOCÊ o bicho para a sua casa! Impossível que você não tenha um “espacinho”, um “cantinho”… E não me venha com essa historia de não posso porque isso ou aquilo.
Quando a gente quer, sempre pode.
Levamos a vida passando por desafios e ultrapassando limites.
Se você realmente quiser, você pode!
Não empurre seu problema para mim!
Não empurre para outro protetor!

Se ainda assim pedir ajuda a um protetor, lembre-se que aquele animal é SUA RESPONSABILIDADE ENQUANTO ELE VIVER e não só nos dois primeiros meses. Ele deve ser sua primeira obrigação, e não “se sobrar uns trocos do seu salário”.
É obrigação, responsabilidade para sempre!
Doar esse animal para uma boa família deve ser sua meta e objetivo de vida!
Esse protetor deve receber tudo que solicitar para o animal, desde alimento (não seja mesquinho, a ponto de calcular quanto o bicho come.. se acha que o safado sem vergonha do protetor está “desviando sua ração” leve ele para sua casa e controle pessoalmente ) remédios, vacina, castração, banhos e tudo mais.
Tudo por sua conta. Sem chorar, demorar ou reclamar.
Outras considerações:
- Carro de protetor:
Suja e fede se o bicho vomitar, urinar ou defecar IGUALZINHO O SEU.
Quem disse para você que protetor gosta de ter bancos rasgados e cobertos de pelo?
Também gasta combustível, óleo, manutenção, igual o seu.
- Fins de semana, feriados e direito a descanso
Nós também gostamos e precisamos.
Feiras de adoção são cansativas.
Vá você também ajudar levar seu animal para doar, limpar coco e agüentar adotante sem noção. Lembre-se, o interesse de doar deve ser seu acima de tudo!
Se você não tem dinheiro, não tem carro, não pode dar ração, não pode pagar tratamento, não tem tempo para ir a feiras, não pode fazer uma rifa para bancar, não pode pagar hotel, não pode levar no seu carro, não pode levar para sua casa, ou para a casa da sua tia, não pode buscar adotantes, não pode ser voluntário, não pode doar NADA DE VOCÊ em prol da causa, faz um favor? SAI FORA!
Pare de empurrar novos casos para as listas, apelando para o nosso emocional, já tão abalado por tantos problemas.
Se vira, engole a seco!
Tem milhares de animais abandonados pela cidade. Não podemos salvar todos. Não repasse mais um problema.
Nós sabemos bem quem trabalha na causa e está no sufoco no momento e quem só joga bomba para os outros resolverem. Não somos bobinhos. Nos conhecemos, nos ajudamos. Sabemos quem é quem aqui, pode ter certeza.
Provavelmente você não sabe disso, mas a porcaria do e-mail
chantagista que você passou jogando um caso na lista TIRA O MEU SONO, TIRA MINHA PAZ. A minha e de todos os protetores da lista.
A gente fica mal, se deprime…
Não repasse mais, não peça mais!
Se não pode fazer NADA por esse bicho, depois de ler tudo que escrevi, ao menos tenha a decência de se calar."  Fernanda Garcia
FILHOTINHOS DISPONÍVEIS PARA ADOÇÃO

Estes filhotinhos estão disponíveis para adoção.
Estão com 3 meses de vida. São 3 fêmeas e 3 machos, SRD.
Entregamos castrados.

E-mail: arcadenoe-pe@hotmail.com

09/02/2011 | 13h48  |  Natureza
Tartarugas marinhas começam a nascer no Grande Recife e vigilância é reforçada
www.pernambuco.com/ultimas/nota.asp?materia=20110209134802&assunto=85&onde=VidaUrbana#
 
 
Com o nascimento de sete filhotes de tartaruga marinha, em um dos quatro pontos de desova da faixa litorânea que vai das praias de Boa Viagem até Candeias, na Região Metropolitana do Recife, na noite desta quarta-feira (8), voluntários do Ibama, ambientalistas e guardas municipais das brigadas ambientais do Recife e de Jaboatão dos Guararapes estão em alerta. Além de garantir a integridade dos ninhos enterrados na areia das praias, o que inclui manter curiosos distantes, é preciso ajudar os filhotes a encontrar o caminho até o mar depois que nascem. "O problema é que as luzes urbanas acabam confundindo as pequenas tartarugas e elas acabam fora do rumo. Ontem, por exemplo, algumas foram na direção contrária da água e acabaram em baldes de pessoas que queriam levar os bichos para casa", alerta o ambientalista voluntário do Ibama, Adriano Artoni.

Como o período de encubação dos ovos vai de 45 a 60 dias, é provável que, até o próximo mês, eventos como o nascimento coletivo de dezenas de tartarugas seja testemunhado. São dois ninhos em Piedade, um em Candeias, ambos em Jaboatão dos Guararapes, e um último em Boa Viagem, no Recife. Cada desova conta com uma média de 140 possíveis filhotes. "Também é preciso atenção para saber se, de repente, há filhotes que não conseguem chegar à superfície cavando e, por isso, precisam de ajuda", conclui Artoni.

Enquanto ainda não há definição de quando as tartarugas, das espécies verde e cabeçuda, vão efetivamente nascer, uma força-tarefa está sendo realizada para garantir a sobrevivência das espécies. Por isso, toldos e tendas estão montadas junto aos locais protegidos para que haja vigilância 24 horas por dia. Várias tartarugas marinhas correm o risco de extinção e, necessariamente, as fêmeas retornam, após 20 anos de vida, ao local onde nasceram para desovar, o que eleva ainda mais o alerta sobre a necessidade de preservação ambiental destes espaços.

Por Ed Wanderley


Artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais a salvo!

De: Movimento Mineiro pelos Direitos Animais <movimentomineiro@gmail.com>

 

Bravo!
Artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais a salvo!
Fim da ameaça aos animais domésticos!

 
O pesadelo de cidadãos de todo o Brasil acabou: o Projeto de Lei federal nº 4548/98 de autoria do do José Tomás Nonô (guardem bem esse nome para nunca o apoiarem) que visava retirar o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (9605/98), artigo esse que protege os animais domésticos de maus tratos, foi arquivado dia 31/01/2011.

O objetivo alegado de tal PL era liberar as crueldades praticadas em rodeios, vaquejadas, farras do boi, rituais religiosos / uso de animais para oferendas através de sacrificios sanguinários etc, sob alegação de que tais práticas representam tradições, cultura popular, gerando emprego e diversão ao povo brasileiro.
 
Conheça a  trajetória desse PL que alardeou os defensores dos animais de todo Brasil:

http://www.camara.gov.br/sileg/Prop_Detalhe.asp?id=20954

Envie sua mensagem de agradecimento aos nossos representantes, mostrando-lhes que seus eleitores vêm acompanhando a atenção que eles dão à questão ambiental, em toda sua amplitude:

http://www2.camara.gov.br/participe/fale-conosco


Anexo, pequeno vídeo expondo a ameaça de este PL representou e que, graças a intensa mobilização nacional dos cidadãos brasileiros, não foi aprovado.

MOVIMENTO MINEIRO PELOS DIREITOS ANIMAIS
"Liberdade aos Animais, ainda que tardia!"
AJUDA PARA ANIMAIS NA TRAGÉDIA DO RIO DE JANEIRO

RIO - A Comissão Especial de Proteção Animal da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) conseguiu resgatar na sexta-feira um cachorro que estava há dias ao lado do túmulo de sua dona, Cristina Maria Cesário Santana, morta em decorrência das fortes chuvas que atingiram a Região Serrana do Rio. Caramelo, como o vira-lata foi apelidado pelos moradores, estava perambulando pelas ruas do bairro Caleme, um dos mais atingidos pelo temporal, quando foi encontrado. (Leia também: Protetores dos animais recolhem doações para ajudar pessoas e bichos na Região Serrana)

Segundo a veterinária Andrea Lambert, membro da comissão, Caramelo estava sem ferimentos, mas muito assustado. A equipe teve que colocar uma focinheira no animal para conseguir dominá-lo.

- Geralmente nem colocamos a focinheira, mas ele estava tentando morder. O animal normalmente fica assustado, mas conseguimos fazê-lo andar. Já ele ficou pulando, girando, não queria sair dali. Os moradores nos contaram que ele ficava cavando o local onde a dona foi enterrada - relatou Andrea.

A equipe da comissão, formada por oito pessoas, já resgatou mais de 180 animais em Teresópolis e em Petrópolis com a ajuda do Instituto Estadual do Ambiente e de ONGs. Os animais foram levados para um galpão no bairro Meudon, que está servindo como abrigo em Teresópolis, e para um Ciep, em Itaipava.

- Fizemos um esforço grande para que os animais também fossem colocados em situação de resgate, de esforço, porque no início ninguém estava se preocupando - alertou Andrea.

Segundo o presidente da comissão, deputado André Lazaroni, os animais que não forem recolhidos pelos donos nos abrigos serão colocados para adoção:

- Os animais estão sendo cuidados para que, passado tudo, os donos voltem para recolher seus animais. Os que não forem reclamados serão encaminhados para a adoção.

Na segunda-feira, a comissão vai resgatar animais em Nova Friburgo.

Quem estiver interessado na adoção dos animais pode entrar em contato com a veterinária pelo telefone (21) 9632 8115 ou pelo email andrealambertvet@gmail.com.

Fonte: http://extra.globo.com/noticias/rio/cachorro-que-velava-tumulo-da-dona-resgatado-em-teresopolis-875246.html

VEDDAS - Ato inédito no Brasil no Dia Internacional dos Direitos Animais‏

Ativistas do VEDDAS se reuniram na última sexta-feira, 10 de dezembro de 2010 (Dia Internacional dos Direitos Animais) na região central da cidade de São Paulo (ao lado do prédio da Prefeitura) para chamar a atenção da população sobre o tema dos direitos animais. Enquanto 12 ativistas seguravam em seus braços os cadáveres de animais vitimados pela exploração humana, outros conversavam com o público que parava para assistir à cena ou aos vídeos que eram exibidos pelo VEDDAS-CARTE bem ao lado de onde os cadáveres dos animais estavam sendo expostos.
Debaixo de sol intenso e sem intervalos para os ativistas que seguravam os animais em seus braços, o ato durou cerca de 4 horas durante as quais cerca de 15.000 pessoas passaram pelo local. Estima-se que 8.000 delas tenham parado para olhar e escutar por alguns instantes o que dizíamos a megafone. Milhares dessas pessoas levaram os nossos impressos e centenas delas conversaram com os nossos ativistas. Muitos expressaram surpresa ao se deparar com os corpos dos animais, declarando que jamais haviam refletido sobre o tema. Algumas se posicionaram dizendo que jamais participariam da exploração de animais enquanto consumidores.
Foram expostos animais vitimados pela indústria da moda e alimentação, além de vítimas de rituais religiosos e outras formas de exploração animal. O discurso ao megafone chamava a atenção para a responsabilidade de cada cidadão sobre o destino desse animais, deixando claro que para mudar a situação é necessário deixar de consumir não apenas a carne desses animais, enfatizando a questão do consumo de seus ovos, secreções mamárias e couro. A necessidade de optar por produtos que não são testados em animais também foi apontada repetidamente.
Todos os cadáveres foram obtidos do descarte da indústria ou de outra maneira que não tenha implicado em suas mortes ou tenha gerado lucro para os seus exploradores.
1) Veja aqui as fotos do ato: http://picasaweb.google.com/VEDDASfotos/VEDDASDIDA2010#
2) Assista ao vídeo amador aqui: http://tinyurl.com/veddasdida2010
3) Assista aqui ao primeiro vídeo profissional da série que está sendo editada sobre esse ato: http://www.youtube.com/watch?v=3Bh-cnwSmcM
(apesar de estarem falando como se fossem vegetarianos de longa data, as pessoas entrevistadas não eram vegetarianas até aquele momento... parece que as fichas caíram ali mesmo absorvendo as imagens e o discurso que foi apresentado)
Em 2011 estaremos lá novamente!
VEDDAS – Vegetarianismo Ético, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade
www.veddas.org.br
veddas@veddas.org.br
 
Fonte: http://bit.ly/heXkUt
 

Para receber este boletim, cadastre seu e-mail em http://migre.me/TT9Y

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Nordeste, RECIFE, VARZEA, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, Livros, Música
MSN -
Visitante número: